;

domingo, 30 de agosto de 2009

Passeio pela Serra da Arrabida

Mais um fim-de-semana, mais um passeio, onde o SDT esteve presente. Desta vez foi, na bonita serra da Arrábida, onde nos juntamos aos amigos BTT Azeitão, que nos guiaram por cerca de 35 km, na descoberta de trilhos e paisagens que só a Arrábida nos pode oferecer.

Por volta das 7 horas da matina, lá estávamos prontos para seguir viajem rumo a Azeitão, não para comprar tortas, mas sim para percorrer a serra da Arrábida, onde chegamos sensivelmente às 9 horas.
Pouco depois dessa hora 10 "bravos" (J. Marques, J. Garcia, C. Bilro, P. Perdigão, L Dias, J. Dias, C. Merino, A. Camões, N. Caxias e J. Silva) elementos SDT, acompanhados, como já dissemos, dos nossos amigos de Azeitão, começamos a explorar a Arrábida.

Por entre pedras, pó, furos, quedas (camisola amarelo para... Pedro Perdigão!), subidas, descidas, single tracks, silvas (para riscar o cromado) e muito calor, lá fomos percorrendo esta serra à beira mar plantada. Como o calor apertava e já se notava algum cansaço, voltamos ao local da partida, já o relógio marcava 13 horas, de onde, depois de um refrescante banho seguimos para Setúbal, onde os nossos amigos de Azeitão tinham marcado mesa para degostar um almoço à base de peixe, que diga-se de passagem estava uma delícia. As 17 horas ficam marcadas como a hora em que começamos a viajem de regresso a Estremoz.

De salientar que nesta "aventura", tivemos a companhia da Nice, Vera, Joana, Fátima e pais do João Dias, não no passeio de BTT, pois foram para a praia, e muito bem.A finalizar um abraço ao pessoal de Azeitão, e um agradecimento pela forma simpática e acolhedora como nos receberam e guiaram neste passeio.
E agora ficamos à espera da vossa visita, para se deliciarem com as paisagens da nossa Serra D'Ossa..
Fotos no album do João Garcia

sábado, 29 de agosto de 2009

"Sobe e Desce Team” já é uma associação...


Devido ao gradual aumento de praticantes de BTT ligados ao “Sobe e Desce Team”, onde actualmente já contamos com 26 associados/praticantes, constatamos com a necessidade de criar a nossa própria associação, a fim de promover, de uma forma autónoma, actividades relacionados com o desporto em geral e mais em particular com o BTT.

Para trás fica uma ligação de quase dois anos à Associação Juvenil de Estremoz (AJES), a qual deu os seus frutos, mas era chegada a hora, na nossa opinião, de cortar o cordão umbilical e começar a caminhar sozinhos. Assim e desde já, gostaríamos de aproveitamos este meio de comunicação, que é o Jornal ECOS, para agradecer a disponibilidade, os apoios e a aceitação que sempre demonstraram e dispensaram, e ao mesmo tempo para dizer que estaremos sempre disponíveis para colaborar nas actividades levadas a cabo por vós.

Assim, no passado dia 19 de Agosto foi criada a “Associação BTTMOZ- SDT”, com sede no Serrado da Martinheira, freguesia de Santa Maria, Estremoz. De realçar que a primeira direcção eleita em assembleia-geral, que decorreu no passado dia 22 de Agosto, foi a seguinte:

Presidente; Carlos Bilro
Vice-presidente; Luís Santana
Secretario; João Garcia
Tesoureiro; Carlos Merino
Vogal; João Marques


A terminar e em nome de todos os elementos da ASSOCIAÇÂO BTTMOZ – SDT, gostaríamos de felicitar a nova direcção, que efectuem um excelente trabalho, no fortalecimento do BTT e no levar bem longe e alto o nome da nossa associação e da nossa cidade. E, ainda, convidar todos aqueles que gostam de praticar uma actividade física, nomeadamente o BTT, para se juntarem a nós, à família do BTT

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

1ª festa de verão Sobe Desce Team

Esta foi a primeira festa de verão, onde a musica, o karaoke bem e o principal o excelente grupo foram a chave principal para uma grande festa que começou por volta da 18:00 e terminou para os combatentes finais perto das 6:30 da matina.

A ementa foi sardinhas e febras, acompanhadas por muitas grades de minis (que foram mesmo há conta) e litros de sangria. Esta festa contou com cerca de 10 casais, bem como alguns filhos e mais alguns elementos a solo, que no total estiveram mais de 30 pessoas.

Pelo que sabemos ouvisse a música por grande parte da cidade até perto da 1:00 da manha, hora em que acabamos com o karaoke por causa desse mesmo barulho que se fez sentir.

Desde já as nossas desculpas pelos transtornos causados.

Já agora um agradecimento especial ao pessoal que se preocupou em organizar esta festa, bem como há Lúcia que nos ofereceu um bonito e grande quadro com o nosso logótipo em ponto de cruz.

Fica a promessa de em breve mais uma big summer party, onde desta vez esperemos ter mais elementos, bem como aqueles que por razoes particulares não puderam estar presentes nesta mesma.

Foi um sucesso esta primeira festa SDT, onde a chave é a boa disposição,divertimento e união desta grande família.

I Raid do Freixo

Este foi o primeiro Raid organizado pelo pessoal do Freixo e que foi inserido nas festas da própria freguesia. Sendo uma localidade aqui muito perto de Estremoz, mais propriamente do outro lado da serra de Ossa e onde o SDT não quis faltar e que contou com um grande número de atletas, mais propriamente 12 elementos participativos (P. Guerra, C. Birlo, J. Marques, J. Pereira, G. Lopes, A. Pucarinhas, C. Merino, J. Silva, A. Camões, J. Lopes, J. Garcia, bem como a companhia do G. Velez do CCE, o S. Coelho da Biciaventura e a Vera Lúcia, a esposa do Sacarrabos e fotografa de serviço SDT) tendo como o palco a duríssima Serra ‘Ossa.

Amanha começou com a reunião dos representantes um pouco antes das 8:00 da matina no café do Telheiro, onde também se juntaram mais alguns elementos SDT e entre outros bttistas estremocense a fim de ir dar o giro domingueiro habitual até há serra, e aproveitavam para nos dar apoio há nossa passagem pelo percurso do raid. Após agrupamento a comitiva estremocense SDT lá segui-o em direcção ao seu destino, e onde o calor já se fazia sentir e nos mostrava um dos que iriam ser nosso inimigo que teria de enfrentar no percurso.

Há chegada, o habitual levantamento do dorsal, onde os cerca de 60 dorsais atribuídos não demoraram muito a serem distribuídos, embora com muita falta de experiencia neste tipo de eventos… onde no saco continha uma t-shirt XXL (igual para todos), um chapéu e um prato de barro.

Existiam dois percursos 30km e 50km, onde se esperava alguma dificuldade, pois há partida já tenha-mos alguns conhecimentos do percurso escolhido, onde a maior dificuldade seria a subida pelas “paredes” até ao Pêro Crespo do percurso dos 50km e onde ou 30km seria mais encurtado, mas também com muita dureza, onde o calor fui um dos factores mais exaustivos, bem como a fraca marcação/sinalização, onde a setas eram a cor preta pintadas em cartão castanho, bem com as fitas balizadores eram muito pequenas e mal distribuídas no percurso, e que deu origem a uma grande quantidades de percas do pessoal e assim no final prejudicando as classificações finais, uma delas e importante seria o primeiro lugar para o nosso atleta Merino que a 1km do fim, e há chegada ao Freixo se enganou e recomeçou o percurso inicial, fazendo mais 6km enganados, e vendo assim o seu esforço a não valer de nada...

Classificação final: Até há data presente ainda não existem

Após a chegada aos poucos dos nossos atletas, completamente esgotados com o calor e a má marcação, onde alguns ainda foram vítimas de quedas, devido há dureza do percurso, mas que felizmente não teve danos piores, lá fomos tomar duche de água fria que até soube bastante bem para refrescar, antes do almoço que seria servido no recinto da festa e debaixo de uma chapas, o que implicou um a grande quantidade de jarros de imperial, e onde o almoço será frango assado e uma sopa de tomate.


A festa no final foi feita pelo SDT onde no convívio do almoço nos divertimos todos bastante e prolongamos o almoço.
Sobedesceteam@gmail.com
;